Como implementar tecnologia no canteiro de obras da construção civil

Como implementar tecnologia no canteiro de obras da construção civil

Seguindo tendências e atualizações, todos os setores viram-se na obrigação de mudar métodos arcaicos. A construção civil adotou a alta tecnologia, buscando alternativas para melhorar a eficiência dos projetos.

Antes de inserir qualquer método tecnológico é necessário fazer avaliações minuciosas. Por isso, preparamos alguns passos que podem guiar empresas que estão implementando tecnologia na construção civil:

Avaliação das necessidades

Comece identificando os problemas a serem solucionados.

Os trabalhadores consomem muita tecnologia no cotidiano e é necessário desenvolver soluções adaptadas às realidades deles. Ouvi-los é sempre uma boa escolha.

Inserir um software e mandar direto para a obra não adianta; é necessário implementar de uma forma que não haja atritos, para que o uso seja proveitoso e em tempo hábil para contribuir com a execução da obra, ao invés de acabar consumindo mais tempo pela complexidade de novas operações.

Treinamento e engajamento

É fundamental ser flexível na comunicação e apresentar a tecnologia como parceira e não como inimiga. Existem muitas barreiras tecnológicas e crenças que a equipe desenvolve a partir de preconceitos, impedindo-as de aceitar mudanças.

Envolvimento, capacitação e engajamento dos colaboradores são a chave para o sucesso. Uma vez que a equipe é motivada, as mudanças são melhor absorvidas e há mais engajamento para contribuir com a melhoria das mesmas.

Critérios de escolha

Existe muitos critérios a serem levados em conta. Mas o mais importante é formar uma lista daqueles que impactam diretamente as obras – como dito anteriormente, detectar os problemas pode facilitar a elaboração dessa lista.

Por exemplo: Na implementação de uma solução digital, é importante observar quantas licenças a ferramenta oferece, se o sistema funciona em nuvem, se trabalha online ou offline, pois algumas obras têm acesso limitado à internet.

Dica: Observe a mobilidade, infraestrutura de TI necessária e compatibilidade com os equipamentos existentes.

Soluções integradas

Analisar a interoperabilidade entre sistemas, padronização de protocolos e políticas de comunicação é de extrema importância. Não adianta ter uma diversidade de recursos tecnológicos se eles não conversam entre si, junto à plataforma que a construtora utiliza no escritório.

Após seguir o passo a passo, podemos observar e escolher algo que seja compatível com sua necessidade. As principais tecnologias utilizadas na construção civil são:

BIM – Building Information Modeling

O destaque da transformação digital na construção civil é o BIM – Building Information Modeling que é uma metodologia que promove inteligência construtiva e permite integrar disciplinas e fases da obra.

O BIM tem inúmeras aplicações, dentre elas o planejamento, virtualização 3D e compatibilização de projetos, cronograma, orçamentação, geração de relatórios quantitativos, pós-obra, manutenção e realidade aumentada.

Drones

É um equipamento eletrônico que voa com hélices em baixas altitudes. Pode carregar câmeras e outros equipamentos.

Sendo muito utilizados na construção civil para fazer mapeamento de áreas, já que conseguem sobrevoar um local de difícil acesso ou muito extenso e gerar dados de imagens com alta resolução.

Podem simular projeções e auxiliar no monitoramento e inspeção de projetos.

IoT – Internet das Coisas

Com o BIM, toda a jornada de construção é otimizada e o resultado para o empreendimento é a entrega de prazos mais rápida, menor desperdício de recursos, maior precisão e qualidade de projetos.

Internet das coisas – IoT é o termo utilizado para denominar uma série de dispositivos ou equipamentos que estão conectados entre si através da internet.

Com IoT é possível acompanhar em tempo real o desempenho de máquinas ou outros equipamentos utilizados no canteiro de obras, monitorar o andamento dos serviços e medir sua eficiência. Além disso, consegue prever cenários, controlar estoques de materiais e avaliar a qualidade do serviço.

Big Data

Big data é um termo que se refere a grandes conjuntos de dados que precisam ser processados e armazenados.

Essa tecnologia, juntamente com o padrão de coleta e processamento de dados, permite que as análises sejam feitas mais precisamente, além de auxiliar na tomada de decisões na área da construção civil.

Essa tecnologia também facilita e otimiza a gestão de recursos e tempo. O processamento desses dados pode ser feito por inteligência artificial.

Inteligência Artificial

A IA é cada vez mais difundida como uma solução para tomadas de decisão mais inteligentes na construção civil, tornando os processos mais assertivos, mais rápidos e precisos, sem necessitar da interferência do homem (ou muitas vezes interferindo no trabalho do mesmo por prevenção).

Através de softwares desenvolvidos para tomada de decisão a partir de grandes volumes de dados, é possível gerenciar de forma mais eficiente o canteiro de obras.

A inteligência artificial utiliza Machine Learning, uma tecnologia que permite que o sistema esteja em constante aprendizado.

Impressão 3D

Apesar de parecer muito distante, o uso da impressão em 3D já uma realidade na área e apresenta expectativas promissoras para o futuro do mercado da construção civil.

A impressão eficiente de materiais ou de partes de edificações pode ser utilizada, por exemplo, na prevenção ou correção de falhas de obras já concluídas.

Equipamentos e máquinas

As máquinas pesadas evoluíram muito para conseguir trazer mais produtividade para o canteiro de obras.

Um dos aspectos mais importantes é a segurança do trabalhador, que precisa ser preservada para evitar acidentes.

Por isso, a Lubrimatic trabalha com equipamentos de ponta, como os robôs de demolição controlados remotamente. Eles permitem que o trabalho seja feito à distância, evitando o contato e preservando a segurança do trabalhador.

Além disso, equipamentos como guindastes e perfuratrizes seguem uma linha de desenvolvimento da mais alta categoria.